segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Apenas um prólogo

Prólogo

E não havia um só lugar em que ela não visitava os meus pensamentos, não havia um só ato da minha parte que não me levava pra perto dela.

Era triste saber que eu não me lembrava se quer o seu rosto, mas sabia que ela devia estar em algum lugar desse país. Era mais fácil encontrá-la pelo fato de que o nome “Bor” estava em todas as suas vidas, pena que em toda a Europa havia centenas de pessoas com o mesmo sobrenome.

Será que ela se lembraria de mim? O seu amante das outras vidas, a quem ela havia jurado amor eterno em todas.

Eu tinha que criar alguma esperança, mas com todas as buscas tomando fim, eu estava entrando em pânico.

Eu a queria e em algum lugar ela me queria também. E se esse lugar, essa hora estava próxima eu não sabia.

Talvez os Bor e os Genoom estivessem mesmo predestinados a ficarem juntos, mas seria cruel de minha parte não pensar que eu poderia perde-la para sempre e literalmete.

Os meus batimentos se aceleravam ao som de cada passo e eu só tinha olhos praqueles olhos azuis.






"sem mais história por um mês..."

Um comentário: